quinta-feira, 12 de junho de 2008

Namorados


Inscrição na Areia
O meu amor não tem
importância nenhuma.
Não tem o peso nem
de uma rosa de espuma!

Desfolha-se por quem?
Para quem se perfuma?

O meu amor não tem
importância nenhuma.

Cecília Meireles

8 comentários:

Ronaldo Martins disse...

Cecília Meireles é fantástica.
Obrigado por visitar meu blog.
Volte outras vezes.
Abs,
Ronaldo

desuairma disse...

Cecília Meireles nunca poupa palavras. Gosto disto!

Marcelo disse...

Sabe uma coisa que sempre me incomodou na Cecília Meireles... essa auto-estima horrorosa...

Aquelas coisas de pôr o sonho num navio e o navio em cima do mar.. depois ver o sonho naufragar..
A caramba!

Sammyra Santana disse...

Cecília fala sempre tão bem sobre tudo...
Amei o poema!
Obrigada pela visitinha!
Beijo

Cleidemar disse...

uma das mais geniais poetas escritoras desse pais....cecilia sabe colocar as palavras em nossos coraçoes...


passa la:

http://blogdocleidemar.blogspot.com/

anokas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
anokas disse...

PORQUê DIA DOS NAMORADOS?

Olá Elisete!
obrigado por ter ido ao meu blog
Gostei do poema, mas porquê um poema do Cecilia Meireles sobre o dia dos namorados nesta altura do ano?
Dia 12 não foi dia dos namorados pois não?

Anokas
http://quedalivre-anokas.blogspot.com/

Dedinhos Nervosos disse...

A Cecília é demais, né?
Nossa...
olha essa:

Mapa de Anatomia: O Olho
O Olho é uma espécie de globo,
é um pequeno planeta
com pinturas do lado de fora.
Muitas pinturas.
Azuis, verdes, amarelas.
É um globo brilhante:
parece cristal,
é como um aquário com plantas
finamente desenhadas:
algas, sargaços, miniaturas marinhas, areias,
rochas, naufrágios e peixes de ouro.
Mas por dentro há outras pinturas,
que não se vêem:
umas são imagem do mundo,
outras são inventadas.

O Olho é um teatro por dentro.

E às vezes, sejam atores, sejam cenas,
e às vezes, sejam imagem, sejam ausências,
formam, no Olho, lágrimas.

Bjos